Quem Somos Noticias   Postais Cachoeira Paulista Links Contato

 

 

 

 

 

 

 

 


 

Cachoeira Paulista

HISTORIA

Fundada por Manoel da Silva Caldas em 1780, Cachoeira Paulista foi em seus primeiros anos uma vila tranqüila, ligada ao ponto de troca das tropas que iam para Minas Gerais. O marco inicial do primitivo núcleo foi uma capela construída em 1785. Tornou-se freguesia em 29 de março de 1876, com o nome de Santo Antônio da Cachoeira e em vila em 09 de março de 1880 como Santo Antônio da Bocaina. Foi elevado a cidade em 15 de maio de 1895 e em 30 de novembro de 1944 passou a chamar-se Valparaíba, recebendo sua denominação atual em 24 de dezembro de 1948.

No final do século XIX e primórdio do século XX, o pequeno município começou a desenvolver-se acelerando com a instalação da Estrada de Ferro D. Pedro (hoje Central do Brasil), que veio desencadear na pequena Vila uma grande transformação. Nessa época, 2.500 habitantes eram a população de Cachoeira Paulista que, graças ao florescimento do café no Vale do Paraíba, tinha nesse produto a sua principal sustentação econômica.

Cachoeira Paulista possuía dois jornais de periodicidade semanal (o Eco Municipal e a Gazeta do Bocaina), dois grandes e luxuosos hotéis, um teatro municipal (que apresentava espetáculos permanentemente), além de inúmeras benfeitorias, ainda raras nas cidades que compunham o Vale do Paraíba.

Os momentos mais históricos de Cachoeira Paulista deram-se em 1932, durante a Revolução Constitucionalista. Nessa época, o município transformou-se na mais importante praça de guerra, tornando-se o Quartel General do Movimento Constitucionalista. Após a Revolução de 32, Cachoeira Paulista continuou seu crescimento, vivendo sempre em fase de expansão, introduzindo novos itens à agricultura, ao comércio, e posteriormente à indústria.

Origem do Nome

O município é cortado pelo rio Paraíba, que possui inúmeras Cachoeiras.


PONTOS TURÍSTICOS

Estação da Estrada de Ferro Central do Brasil

A Estação Ferroviária de Cachoeira Paulista foi o ponto de ligação da Estrada de Ferro D. Pedro II, que uniu as cidades do rio de Janeiro e Cachoeira Paulista, e a Estrada de Ferro São Paulo-Rio (entre São Paulo e Cachoeira - bitola estreita, e Cachoeira Paulista ao Rio - bitola larga 160). A construção da Estação, em 1877, veio atender as demandas daquele meio urbano que era depósito regional da produção de café e seu produto exportado para a Corte. Construída, a partir do projeto do Engenheiro Newton Bennton, o edifício da estação coube ao ecletismo impostos às soluções arquitetônicas, características da época. A Estação da Estrada de Ferro D. Pedro II em Cachoeira Paulista (depois Central do Brasil e Rede Ferroviária Federal), foi privatizada pela MRS Logística. A Estação é uma das maiores do país, com 270 metros de comprimento e uma das mais importantes, pois foi o depósito de uma das riquezas do Brasil no II Reinado que foi o Café. Foi tombada pelo COMDEPHAAT (18.04.82)

Teatro Municipal de Cachoeira Paulista

Foi inaugurado em 1883, sendo um dos mais antigos do país. Promoveu eventos de grandes compositores de óperas e apresentou o grande compositor Vila Lobos. Rua Marechal Deodoro. Canção Nova.

A Canção Nova é uma comunidade católica do Movimento de Renovação Carismática que tem como objetivo principal “a evangelização através dos meios de comunicação”: TV, Rádio, Internet e também por meio dos produtos do departamento de audiovisual - DAVI, nas produções e comércio de livros, CDs, vídeos, entre outros materiais, os quais são todos destinados à evangelização.

Igreja de São Sebastião

Situada na praça principal da cidade, tem o teto decorado com pinturas a óleo pelo artista cachoeirense Nelson Lorena.

Igreja de São Bom Jesus da Cana Verde

Doada pelo capitão Manoel da Silva Caldas por SESMARIAS no início do século XVIII, em 1780. A terceira igreja erguida em louvor a São Bom Jesus no Vale do Paraíba. Na Capela-mor, estão os restos mortais do Primeiro Vigário de Cachoeira Paulista. Praça Bom Jesus - Bairro da Margem Esquerda.

Santuário Nacional de Santa Cabeça

Iniciou-se a sua construção em 1795. Localiza-se na Rodovia dos Tropeiros, s/n.

Igreja de Santo Antônio

Erguida em homenagem ao padroeiro da cidade, foi construída em 1830. Localiza-se no Largo Santo Antônio

Parque Ecológico Nelson Lorena

Compreende uma área de 15.230 m2, com lanchonete, parque infantil, fauna aquática e flora, 4 lagos, vagão destinado como espaço cultural, pedalinhos, churrasqueiras e quiosques. Pertence à Prefeitura Municipal. Está localizado na Rua Silva Caldas.

Represa da Usina Hidrelétrica da Serra da Bocaina

Uma das primeiras Usinas do Estado. Foi construída em 1912 e ainda se encontra em funcionamento.

Cachoeirão da Bocaina

Localizada no Rio Bravo, com 80 m de extensão e um desnível de 20 m, propício para camping e piquenique.

 


 

© 2013 FILACAP - Associação Cultural FILACAP. Todos os direitos reservados. Desenvolvimento: Artes Design Informática